quarta-feira, novembro 30

Crianças conscientes: quando eles percebem que têm tudo...

Iniciaremos este texto com a nossa experiência pessoal. Sim, porque às quartas feiras é dia de parar e refletir sobre os avanços do meu filho mais velho... (tão estranho dizer isto, mas dizer filho único, nesta altura, ainda mais estranho seria...ahah)

Por cá, estamos (quase) em modo Natal (amanhã é o dia de montarmos a árvore de Natal e entrarmos no espírito natalício em força).
No entanto, como nos anos anteriores, vou questionando com mais tempo o Gabriel sobre os presentes que gostaria de receber no Natal.
Até ao último ano de Jardim, ele tinha sempre um presente ideal (muitas vezes por "imitação" dos colegas). O ano passado revelou o que queria, com a sua opinião e desejo. Nenhum colega pediu algo igual, apenas ele. E foi fiel a si próprio: manteve o seu desejo do inicio ao fim.
Isto é um sinal de evolução.

Este ano, voltei a questionar qual o presente ideal para receber do Pai Natal. Ah e tal, está na hora de escrevermos a carta ao Pai Natal...
Mas, este ano, não havia forma de ele decidir o que queria.

Em conversa com ele, fiquei tão feliz ao perceber que ele cresceu e que este ano sente dificuldade em encontrar o presente ideal porque, no fundo, não há nada que lhe faça falta.
No entanto, e para perceber se sente ter em exagero ou não, explorei com ele os diferentes tipos de brinquedos e jogos que ele tem. E depois, analisamos em conjunto que o Natal não é só "brinquedos". Na televisão são imensas as publicidades de brinquedos, mas existem tantas outras coisas igualmente importantes...
Fiquei muito feliz ao perceber que ele tem consciência disso. E, por isso, os seus desejos para este Natal são poucos: roupa, uns livros e um jogo de snooker. Mas, tudo na base do "pode ser..."
Para além do presente do Pai Natal e, para o Pai Natal ter alternativas, questiono outras hipóteses de presentes que ele gostasse de receber. Se o Pai Natal não precisar de um plano B, ficam sempre as sugestões para os avós, padrinhos, etc...

É tão bom quando eles crescem e percebem que têm de tudo. Podem não ter tudo, e ele não terá, certamente. Mas, perceber que tem um pouco de tudo e que é suficiente para ele é muito delicioso.
Estás mesmo a crescer, meu pequeno Gabriel...

Estas questões de consciência são muito importantes para as nossas crianças. Nós conversamos imenso com o Gabriel, para que ele entenda que, mesmo nos dias que nem tudo correu bem, é uma criança feliz e deve agradecer por cada coisinha que tem.
Agora, o próximo passo que queremos dar com ele é levá-lo a conhecer uma realidade diferente da sua... Quem sabe não o faremos ainda este Natal?

E por aí? Quantas crianças conscientes existem? ;)

segunda-feira, novembro 28

4 Countdowns?! É muita adrenalina junta!

Hoje deixo-vos mais um desabafo sincero. Desta vez, não irei generalizar, apenas exteriorizar o que sinto nesta fase... Está tudo a acontecer ao mesmo tempo.

Dezembro aproxima-se a alta velocidade. Já o consigo sentir.
Dezembro é um mês em que tanta coisa acontece na minha vida. Mas, este Dezembro é sem dúvida, um dos mais especiais e ao mesmo tempo um dos que traz consigo maior adrenalina, ansiedade, esperança e tantas coisas mais...

Estou em contagem decrescente para tantas coisas ao mesmo tempo:
- Contagem decrescente para o nascimento da nossa bebé
- Contagem decrescente para os 30 anos
- Contagem decrescente para o Natal
- Contagem decrescente para o final de ano

Para a contagem decrescente de Natal e Fim de Ano sempre fiz uma espécie de "preparação". Apesar de não muito elaborada, gosto e preciso sempre de parar um pouco. Preciso de algum tempo sozinha, para analisar como foi o meu ano e preparar forças para o ano seguinte.

A contagem decrescente para o Natal é algo mágico, que desde que o Gabriel nasceu ganhou ainda mais sentido. Quero que o Natal dele, a cada ano que passa, seja ainda mais intenso, mais sincero, mais feliz.

Para além disto, este ano ainda tenho os meus 30 anos à porta. Estão mesmo à porta, e isso é muito assustador. Sinto que precisava de parar um dia inteiro, focar-me apenas nos momentos mais importantes que vivi ao longo destas 3 décadas. Preciso de algum tempo para interiorizar o que fui, o que sou, o que fiz e o que quero fazer daqui em diante.
Sei que existem pessoas para quem estas etapas não significam muito, mas para mim significam tanto.
Gosto e preciso de valorizar tudo o que tenho. Sou feliz assim. E, por esse motivo, estes tempinhos são mesmo necessários.

Para além disto, estou em contagem decrescente para uma nova vida... E, apesar de não querer pensar muito nisso, também precisava de um tempinho para refletir...

São tantas as coisas que passam pela minha cabeça, mas no meio de tantas paragens (para mim essenciais) não tenho conseguido parar. 
Tenho andado numa azáfama entre tudo aquilo a que tenho que dar resposta no meu dia-a-dia e todos os projetos com os quais me envolvo.
Por isso, o blog, o meu espacinho, tem estado um tanto em slow motion, novamente...
Mas, depois de sermos mães, muitas vezes temos que diferenciar um objetivo de uma prioridade... E o Gabriel, e brevemente a mana dele, serão sempre a minha prioridade...

E vocês, também precisam destes tempinhos para refletir?

Boa Semana para todos!

Fonte

Sessão Fotográfica Grávidas - Família



01

02

03

04

05

06

07

08

Bom dia, Segunda-feira!

Se cada Segunda-feira significa para mim um novo começo, a última segunda-feira do mês significa muito mais.
Os últimos tempos não têm sido muito fáceis de gerir. Tenho imensas coisas em mãos, para além do trabalho habitual e da família. Por vezes, é difícil conciliar tudo e dar resposta no tempo que para mim seria o ideal.
Mas, como já o disse, não sou pessoa de desistir e por isso, cada segunda-feira, revejo os objetivos da semana anterior e tento (mesmo que não consiga) eliminá-los durante essa semana.

Esta semana, temos Dezembro à porta... E este Dezembro é especial por imensos motivos. <3

Desejo-vos uma Ótima Segunda-feira! Que consigam a energia e força para alcançar os vossos objetivos para esta semana.

Fonte

sexta-feira, novembro 25

Baby Shower: Convites originais

A baby shower é algo que está na minha lista de afazeres antes do nascimento.

São imensas as ideias lindas para as Baby Shower.
Guardei as que mais me fascinaram e resolvi partilhar convosco. 

Os que mais adorei são os convites em forma de fralda:

01

02

03

04

05

06

07

08

09


E os convites em forma de bodies:

01B

02B

03B


05B

06B

07B

E ainda umas ideias soltas:

01

02

03

04

05

06

07

08
09

quinta-feira, novembro 24

Cold or Black Friday? Bom dia!

E hoje é caso para dizer que teremos a Black Friday mais fria do ano! Espero que isso não impeça os vendedores de congelarem os preços e façam umas promoções bem quentinhas, porque eu quero aproveitar...

Uma boa COLD FRIDAY para vocês, independentemente de a aproveitarem como mais uma BLACK FRIDAY ;)




quarta-feira, novembro 23

Mamã, já tomei banho. Ooops! Afinal não...

Peripécias: quem não as tem?

Então, quem tem crianças pequenas, passa a vida a experienciar aventuras novas, a fazer novas descobertas...
Estes dias, aconteceu algo diferente (diferente mesmo!).
O Gabriel é uma criança que apesar de não fazer tudo sozinho (é verdade. Nem com uma mãe terapeuta, que defende com unhas e dentes a autonomia, isso acontece). Mas, continuando...
Se há coisa que o Gabriel faz e bem (na maior parte das vezes) é tomar banho completo. Ele prepara o seu banho, lava-se, seca-se, e por aí fora, sem ajuda alguma.
De vez em quando, eu gosto de espreitar o que ele está a fazer na casa de banho, para confirmar que as coisas estão a correr bem.
Estes dias, num dos seus banhos inspiradores, perguntei-lhe se já tinha terminado o banho. A resposta foi muito rápida: SIM!!
A olhar para ele, para o seu cabelo, que apresentava um certo brilho, quis confirmar: Tens a certeza? Lavaste o cabelo também?
Ele: sim. Lavei com isto.
E aponta para um óleo (não era johnson, mas de outra marca e normalmente fica guardado noutro local da banheira).
E eu: Podia ter reclamado, podia ter chorado, mas não... Aguentei forte... Chamei o meu marido e mostrei-lhe a versão "oleada" do Gabriel.
Deu para rir, claro que sim. Teve imensa piada. Mas, lá tive que explicar-lhe o que aquilo era, e que realmente não estava no local habitual...
Depois de lavar-lhe o cabelo 3 vezes, o óleo lá foi saindo...
Acho que ele aprendeu a lição, e eu também: NUNCA deixar produtos pouco utilizados no local do champô ou gel de banho.
:)

Gabriel, aqui fica mais um registo engraçado para a prosperidade ;)
Amo-te!

Fonte

Ser mãe é...


Fonte

segunda-feira, novembro 21

ALERTA GRÁVIDAS: Nunca tomem vacinas no braço esquerdo!

Hoje tinha que partilhar convosco a minha experiência mais recente.
Vamos começar pelo início, para que vos possa contextualizar sobre esta experiência e posterior aprendizagem.

Passei a semana toda a dormir mal (muito mal, diga-se por passagem), porque voltei a ser invadida por uma tosse daquelas, que quase nos arranca os pulmões.
Até tive medo que a bebé resolvesse nascer antes do tempo, dada a intensidade e frequência desta tosse.
Mas, a bebé lá se aguentou. Eu é que andei em modo zombie a semana toda. Mas, isso são pormenores.

Na Sexta-feira, lá fui eu fazer a vacina para a tosse convulsa, e como já tinha feito a vacina da gripe nessa semana, resolvi trocar de braço e oferecer o braço esquerdo.
Tudo parecia normal até à hora de ir dormir.
Depois de uma semana terrível para o descanso, bem que sonhava com uma noite tranquila, sem despertadores no dia seguinte. Mas... As coisas não correram de todo como o desejado.
Tento deitar-me para o lado esquerdo (obviamente o melhor lado para qualquer grávida dormir) e... Uiiiii! Mas, o que é isto?! Que dor é esta que tenho no braço?! Que dor é esta que me impede de dormir sobre o lado esquerdo? Ora bem... A vacina ressentiu-se na pele e claro está, provocou aquela reação de dor, normal para qualquer vacina.
Eu, feita esperta, é que não me lembrei desse pequeno pormenor.
Nem será necessário dizer que foi mais uma - aliás duas - noites muito mal dormidas.

Por isso... Uma coisa é certa: aprendi muito bem a lição!
NUNCA, mas MESMO NUNCA mais tomo uma vacina do lado esquerdo durante a gravidez.
Acredito que esta tenha sido a última oportunidade para o aprender (por cá, tencionamos ficar por dois catraios), mas talvez por isso, resolvi partilhar esta experiência convosco. Pode ser que sirva de lição para as próximas grávidas a necessitarem de uma injeção...

NUNCA ofereçam o braço esquerdo. Fica a dica! 
Espero que esta semana, já sem tosse e sem dor, a noite seja bem mais pacífica...

Fonte


Boa noite para vocês.
Até amanhã
Lu

quarta-feira, novembro 16

Bom dia, 29.

29.
É a minha idade. E também o número de semanas de gravidez nesta foto.

Tenham um Ótimo Dia!


segunda-feira, novembro 14

Sobre os brinquedos de Natal...

Hoje fica um post, escrito sem grande ordem. Um post sobre um assunto sobre o qual tenho refletido cada vez mais.

O fim de semana passado ocorreu um dos fins de semana mais esperados por muitas pessoas: a corrida mais louca aos brinquedos!

Confesso que, o ano passado, fui pela primeira vez, à promoção dos 50% em todos os brinquedos e, apesar de ter trazido de lá exatamente o que procurava, fiquei muito desiludida com a promoção.
50% para ser 50% deveria ser com desconto direto. Assim, tratam-se de uns 50% camuflados.
Nunca mais lá voltei e não tenciono voltar. Mas, adiante. O post de hoje não é para desabafar sobre descontos, mas sim sobre os brinquedos em si.

Já pensaram no tipo de brinquedos que deixa muitas pessoas fascinadas por este tipo de "corridas" e "promoções"?

Que tipo de brinquedos vocês costumam oferecer aos vossos filhos?! Aos vossos afilhados, amigos, etc?
Qual o objetivo de cada brinquedo que vocês escolhem?
Escolhem pela cor? Pela estética? Pela marca? Escolhem pelo tamanho? Pela quantidade de botões ou funções? Escolhem porque faz parte da lista de preferidos da criança? Ou da vossa lista de desejos? Escolhem porque ouviram alguém falar sobre ele?
Escolhem pela idade? Pela função? Pelas caraterísticas?

Quantas vezes pararam para ler as instruções que aparecem nas caixas?! Que tipo de instruções trazem?! O que acham sobre elas?

Não estou aqui para julgar, apenas para vos fazer pensar, caso ainda não o tenham feito.

Creio que já o exprimi aqui, mas em relação a brinquedos (e a muitas outras coisas) sempre fui muito chatinha. Como terapeuta ocupacional e, desde que o meu Gabriel nasceu, sempre tentei adquirir brinquedos o mais didático possível. Nunca fui atrás de modas. Antes pelo contrário. Não sou apologista das modas. Para além de encarecerem os brinquedos, porque é que o meu filho deve ter tudo o que é novidade, se durante a vida dele isso poderá não acontecer?
Porque deverei alimentar um sonho que não tenho a certeza se conseguirei manter?
Por isso, desde sempre defendi que os brinquedos a escolher deveriam obedecer a alguns critérios: variedade, funcionalidade e preferência.
De uma forma muito simples, para mim, os brinquedos devem ir de encontro aos gostos da criança, permitir o reforço de diferentes competências, e serem de diferentes tipos, para que a criança possa reforçar competências com objetos diferentes.

À medida que o Gabriel foi crescendo, fomos, obviamente, introduzindo brinquedos sem este cariz tão didático. Mas, só o fizemos por considerarmos que o lazer também é uma área importante a ser trabalhada. Mas, nunca só e apenas o lazer.

Este ano, ainda não temos lista de presentes para ele. Existem algumas coisas que gostaria que ele tivesse. Mas, tenho pensado em ser eu própria a adaptar algum jogo. Porque não?!

E vocês?! O que pensam sobre este assunto? Já têm os brinquedos para este Natal?

Boa semana!

Que a semana retribua os vossos desejos.

Uma Ótima Semana para todos!


Fonte


quarta-feira, novembro 9

Prioridade ou Falta dela?! #1

Vamos só relembrar a notícia abaixo:



E relembrar que:

“Esta legislação é o exemplo de legislação que seria desnecessária se conseguíssemos aplicar no nosso dia-a-dia uma coisa simples que se chama bom senso”
Ana Sofia Antunes, secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência


Falaremos sobre ela brevemente.

Bom dia!

Hoje acordei em choque.

Mil e uma coisas me passam pela cabeça, mas não quero nem falar sobre isso.

Quero permanecer incrédula e esperar para ver...

Fonte

terça-feira, novembro 8

PROMOÇÃO QUE VALE A PENA: Só hoje!

Existem coincidências curiosas. Andava eu atrás de sacos de bebé, para evitar os cobertores, e não é que a Vertbaudet está com promoções?!

Mas, atenção! São apenas hoje! Por isso, faltam 4 horitas para terminarem.

Existem em diferentes tamanhos...
Podem clicar na imagem e vão ter ao produto na página da Vertbaudet, para lerem mais informações.

Eu estou rendida. Preciso mesmo do cor de rosa <3

Um será meu, ahah


Carta ao Pai Natal #1

Escrever uma carta ao Pai Natal é sempre algo fascinante. Se a nós, adultos, nos fascina imaginar o Natal com o senhor das barbas brancas a ser parte da alegria dos mais novos, quanto mais a eles, que na sua inocência, o vêem como alguém super especial.

Se escrever uma carta ao Pai Natal é fascinante, receber uma carta do Pai Natal é algo do outro mundo! Por isso, existem empresas que se dedicam a dar vida aos sonhos das crianças através das cartas. Deixo-vos dois sites onde poderão pedir a carta para do Pai Natal para as vossas crianças.

Não se demorem, olhem que o Natal não tarda está à porta ;)




Através deste website, a criança recebe uma carta personalizada do Pai Natal, que inclui:
Envelope e papel de carta de Alta Qualidade;
Design e texto personalizado para a criança;
Carimbo " Bom menino";
Selo personalizado do Pai Natal;
Surpresa Gelada;
Doce Surpresa.
O pedido das cartas está disponível desde o dia 1 de Outubro, e podem ser efetuados até ao dia 15 de Dezembro, por correio nacional. Correio para fora do país deve ser solicitado até ao dia 12 de Dezembro.
O pagamento deste serviço pode ser feito por transferência bancária, tendo um custo associado de 11,84 (que já inclui as despesas de envio).



Através deste website pode pedir-se uma carta personalizada do Pai Natal, onde é possível escolher o layout e tipo de letra da carta (entre 3 temas à escolha).

Este site produz cartas para vários países. O seu custo está em dólares (9.99), ficando por aproximadamente 9 euros.

Bom dia, frrrrriiiiiiio

Que o amor no coração chegue para nos aquecer nestes dias frios...

Bom dia!

Fonte

segunda-feira, novembro 7

O que faz uma grávida com insónias?!

A resposta deveria ser tão simples quanto óbvia: Tenta dormir!

Mas não!

Uma grávida que se preze, quando as insónias surgem só pensa numa coisa: comer!
Sim, comer! Pode ser que de barriga cheia (ou melhor, de estômago cheio, porque na verdade cheia já anda a barriga...), se consiga adormecer.

Então, lá vamos nós ao frigorífico, à caixa das bolachas, dos chocolates e tudo o que houver lá por casa e zumba, vai tudo lá para dentro.

E a grávida com insónias vai comer, comer, comer, comer, comer, comer, comer, (...), comer; e depois volta a comer, comer, comer, comer, comer, comer, comer, (...), comer; e não estando satisfeita, repete o processo umas quantas vezes, até perceber que o sono não quer MESMO aparecer.

Sacana do sono, lembrou-se de meter férias justamente num domingo à noite. Precisava tanto de não ter sono à Sexta ou Sábado à noite, para aguentar um serão com o marido, a ver um filme, sem pestanejar, bocejar e adormecer...

Mas, esta maldita insónia lembrou-se de aparecer no dia mais crítico da semana: domingo à noite.
Mas, PORQUÊ?!

E o que fazer enquanto a insónia não desaparece, antes de fazer desaparecer todo o stock de comida cá em casa?!

A grávida, com insónias, vê vídeos, assiste a documentários no youtube sobre temas relacionados com a gravidez, está claro. Faz pesquisas sobre recém nascidos. Faz contas à vida. Viaja pelas redes sociais, mas a esta hora da madrugada, parecem o deserto do Saara. Vê sites de compras online, para bebés,...
Dá uma revisão nos folhetos de supermercado.
Tenta imaginar quais os melhores presentes para o seu filho mais velho. Vai ao quarto dele, e olha para ele. Desfruta do seu ar sereno, enquanto dorme. Reflete sobre o quanto cresceu.
Confirma que o marido continua a dormir. Confirma que a casa está em ordem, e mesmo que não estivesse, não são horas para tarefas domésticas.
Vai comer novamente.
E, não estando satisfeita, desiste de tentar encontrar alternativas para adormecer.

E aí, lembra-se que as insónias podem fazer parte da sua segunda gravidez. E que esse foi o sintoma mais chatinho da sua primeira gravidez.

Ora bolas, será indício de que irei passar pelo mesmo processo novamente?!
Será?! Ou, será apenas uma noite, perdida no meio de tantas outras que se avistam mais amigas do descanso?!

Não faço ideia. De uma ou de outra forma, vou continuar por aqui, a fazer umas cem mil coisas antes do sono aparecer...

Espero que desse lado a noite esteja a ser muito mais tranquila...

(Ah, e também se tiram umas quantas fotos à barriga...)



Livro para os mais novos: Coração sem Cor

Coração sem cor é o primeiro livro autografado do Gabi.
Entretanto, o avó já lhe ofereceu o segundo livro da mesma autora: "Coração sem cor... sem Diferenças."

Para este último, fomos à apresentação do livro, e confesso que fiquei rendida. Fiquei rendida com a história da autora, Susana Jorge, pela forma como a história surgiu; mas mais rendida ainda pela mensagem que ela transmite e pelos objetivos que tem para o seu 3º livro.

Confesso que, antes da apresentação do segundo livro, ainda não tínhamos lido o primeiro livro. Mas, depois da apresentação a vontade de o ler de fio a pavio ficou ao rubro.

Ambos os livros retratam a diferença nas crianças, e por isso, a sua mensagem é muito muito inspiradora.
A qualidade do livro é qualquer coisa.
É daqueles livros que vale mesmo o preço que custa. As páginas têm qualidade excelente, e existem imensas ilustrações, muito bem pensadas e desenhadas com muito cuidado.
Simplesmente, estou fá! E, o Gabriel também.

Por isso, não podia deixar de recomendar o livro, pois dará um excelente presente de Natal.



Boa Segunda-feira


Fonte

terça-feira, novembro 1

Bem Vindo, Novembro...


Novembro...
Nunca quis tanto este mês como quero este ano.
Este será o mês em que tudo ficará em ordem para receber a princesa cá de casa. Estamos nos preparativos, mas faltam ainda muitas coisas para que tudo fique pronto antes de chegares.

Por isso, este mês daremos continuidade a vários trabalhinhos, e outras coisas mais...

Por isso, Novembro, sê simpático, sim?


Fonte