quinta-feira, março 30

Bom dia!

E não há muito a dizer sobre isto. Contra factos, não há argumentos :) 
Bom Dia!

quarta-feira, março 29

Querem receber produtinhos em casa?!

Hoje venho partilhar convosco um novo projeto no qual estou inserida.
Trata-se de uma plataforma online – Trybe.com – cujo principal objetivo é distribuir produtos para que os possamos testar. Não são produtos novos, nem os testes são de alguma forma perigosos para nós. São, na sua maioria, produtos de empresas bem conhecidas por todos.
Por isso, acho muito interessante partilhar convosco a possibilidade de receberem esses produtos em casa.
O que eu ganho com isto? O mesmo que vocês: o produto para testar J
Quem está interessado?

Irei colocando aqui os produtos disponíveis para distribuição, para que vocês os possam pedir também.

Podem começar já por solicitar as chupetas AVENT. Para isso, basta acederem ao Link: SOLICITAR CHUPETA AVENT.

Pacifier

O que a Trybe pretende? Pretende que, de cada vez que nos for entregue um produto, lhes possamos dar um feedback sobre o mesmo. Só serão válidas as opiniões por parte das pessoas que testam os produtos. Isto faz todo o sentido, não é? Mas, muitas vezes, sabemos que algumas pessoas dão opinião sem terem sequer experimentado. Por isso, vamos lá colaborar com opiniões sinceras.
Preparados para uma nova experiência?

Deixem-me o vosso feedback sobre esta experiência. Quanto mais participarmos, mais hipóteses teremos de receber novos produtos para testar... Claro está, continuamos a ganhar todos com isso. ;)

Florescer a cada manhã: Bom Dia!

Vocês sabem que gosto muito de partilhar frases bonitas. Há quem diga que todos os dias deveríamos meditar sobre algo. Eu acredito nisso e, apesar de nem sempre o conseguir fazer, é algo que tento sempre que posso. Ao encontrar esta frase a vontade de escrever sobre ela é enorme.
Mas, para não me alongar em discursos, apenas vos proponho que reflitam sobre isto: o que é florescer para vocês? O que está a florescer dentro de cada um de vós e na vossa vida? Não é só a Primavera que floresce. Acredito que, em qualquer altura do ano, cada um de nós pode florescer. E para que isso aconteça, basta querer, regar os nossos sonhos ou pessoas com muito amor e dedicação...

Um Excelente Dia para vocês!

Fonte

terça-feira, março 28

Higiene Oral: 10 Dicas para ajudar na Hora de Lavar os Dentes

Fui contactada pela Star of Service que, gentilmente, cedeu um texto relacionado com a higiene bocal. Há muito muito tempo falei sobre isso aqui.

No entanto, e apesar de pretender voltar a falar sobre o tema, acabei por não o fazer, por diferentes circunstâncias e motivos.
Por isso, quando vi o texto que eles me enviaram, aproveitei :) Não podia vir em melhor altura. Como já falei aqui, o Gabriel já perdeu o seu primeiro dente de leite e, por isso, está no início da mudança de dentes. Haverá melhor altura do que esta para reforçar esta aprendizagem?
Depois de reler o texto, gostei tanto que nem sequer me dei ao trabalho de o alterar. Acrescentei apenas algumas realidades nossas.
Concordo com tudo e concordo com as 10 dicas sugeridas. Leiam e digam-me se concordam também ;)

Vá-se lá entender porquê, são raras as crianças que gostam de lavar os dentes. Há as que fingem que estão a lavar (típico do Gabriel, de vez em quando), há as que fogem e se escondem debaixo da cama (isto nunca aconteceu cá por casa, mas achei imensa piada à ideia) e há as que choram durante todo o processo, como se o mundo estivesse à beira do fim! Obviamente, também há crianças que gostam de lavar os dentes… se bem que, talvez gostem mais do facto de estarem a mexer na água do que de estarem efetivamente a lavar os dentes…

E como, gostando ou não, os dentinhos têm de ser bem escovados para evitar cáries e outros dói-dóis, aqui ficam algumas dicas que podem ajudar as mamãs e os papás a convencer os pequenos.

1.     Use uma escova macia para não magoar as gengivas e adaptada à faixa etária, e escove suavemente. Se o processo os magoar, ainda vai ser mais complicado de os convencer na próxima vez. Para bebés há escovas próprias, com uma área bem mais pequenina para escovar os dentinhos.

2.  Use uma pequena quantidade de pasta de dentes. Se reparar, a maioria das escovas de dentes de crianças e bebés têm alguns dos pêlos com uma cor diferente, o que geralmente corresponde ao tamanho da ‘bolinha’ de pasta de dentes que é necessário usar. Por acaso, só no outro dia aprendi que a quantidade a utilizar deve ser semelhante à unha do dedo mindinho. Vocês sabiam? E eu a pensar “Ai o desperdício de pasta que já fiz…”


3.    Compre uma escova com bonequinhos, ou um copo de plástico com a personagem referida do seu filho e tente criar um momento divertido à volta hora de lavar os dentes. Isto é muito importante. Então, se puder ser oferecido por um professor, dentista ou outra pessoa influente para a criança, tanto melhor…

4.   Deixe-o experimentar a segurar na escova e a fazer tudo sozinho. Não irá ficar bem lavado ao início, mas vai fazer a criança interessar-se pelo processo e querer aprender. Tente, por exemplo, deixá-lo fazer sozinho de manhã, ou depois de uma refeição, e diga que à noite é sempre a vez da mãe ou do pai. Assim, vai garantir que os dentinhos são bem esfregados antes da hora de dormir.

5.  Faça trocas. A mãe lava os teus dentes e tu lavas os da mãe. Vai ver que com muita risada e brincadeira, vai conseguir lavar bem os dentes do pequeno.

6.     Crie uma rotina desde bebé. Lave os dentes de manhã, à noite e depois das refeições. Talvez não valha a pena tantas vezes logo no início. Mas se o processo estiver a correr bem, vá aumentando a frequência e explicando que assim está a proteger os dentinhos. Se iniciar o processo desde a altura dos primeiros dentes, vai ser já tão normal quando forem maiorzinhos e se aperceberem do que estão a fazer, que nem irão achar estranho. Claro que haverá fases em que vai ouvir ‘eu não quero lavar mais os dentes’, mas é uma fase. O hábito está criado e apenas terá de vigiar para certificar que os dentinhos estão a ser bem lavados.

7.   Vá com o seu filho ao dentista, esclareça as dúvidas que tiver e peça ao dentista para observar os dentinhos do pequeno. Convém que a criança se sinta à vontade com as idas ao dentista e não associe a nada de doloroso. E o dentista vai certamente dar algumas ‘dicas’ ao pequeno sobre como continuar o ótimo trabalho de lavar os dentes como um menino crescido :)

8.   Pode experimentar explicar o porquê de se ter de lavar os dentes com maior ou menor detalhe, consoante julgue que irá ajudar no processo. E pode mostrar imagens de meninos sem dois ou três dentes, e dizer que isso acontece a quem não lava bem os dentes. É uma meia-verdade, é certo. Mas depois, numa segunda fase, logo lhes explica que quando começam a ficar mais crescidos os dentes de bebé vão cair porque irão nascer os dentes de crescido :)

9.  Não deixe de supervisionar! Mesmo quando a criança já lavar os dentes sozinha, esteja presente pelo menos uma vez por dia e certifique-se de que os dentes estão a ser corretamente lavados. Há cada vez mais casos de cáries em crianças com idade inferior a 6 anos, é preciso ter atenção. Cá em casa supervisiono dia-sim dia-não, mais ou menos. E volta e meia, faço questão de fazer uma “limpeza a fundo”.

10. Dê o exemplo. Se o seu filho não o vir a lavar os seus dentes, vai questionar porque tem de o fazer se a mãe e o pai também não o fazem. As crianças aprendem pelo exemplo. Lave os seus dentes com o seu filho na hora de o ir deitar, e acredite que fará toda a diferença!

O importante é não sermos consistentes com as estratégias utilizadas.



segunda-feira, março 27

Vamos falar sobre experiências? #VanSwonkie

Todos nós temos experiências. Existem diferentes tipos de experiências e diferentes formas de as classificarmos.
Existem experiências de um dia, de uma semana, de alguns anos e existem experiências, como a de ser mãe, que dura uma vida inteira.
Podemos classificar as experiências como inesquecíveis, excelentes, como razoáveis ou como péssimas. Podemos querer lembrá-las para sempre, ou simplesmente, nunca mais lembrar-nos delas.
Todos nós temos experiências que gostamos de partilhar com os outros, e outras que preferimos guardar na nossa memória. Todos nós temos experiências tão gratificantes que queremos guardar as recordações só para nós, ou tão humilhantes que preferimos não as revelar.

Todas as experiências são válidas e fazem de nós as pessoas que somos. São as experiências que nos permitem posicionar no nosso dia-a-dia, e contribuem significativamente para a nossa personalidade.

Hoje, não venho falar-vos sobre a experiência que tem sido para mim ser mãe. Hoje, venho partilhar convosco uma experiência (a primeira de muitas, espero) que vivi este fim-de-semana.
Participei pela primeira vez num encontro de bloggers. Não posso dizer que sou blogger, mas tenho um blog, e isso bastou para poder fazer parte deste acontecimento.
Tudo partiu de um sonho que a Gláucia Lourenço teve e para o qual investiu muito. A Van Swonkie juntou-se a ela e, com o auxílio de alguns parceiros, tornaram este sonho real.

Assim, através deles, participei numa experiência muito enriquecedora.
E a que mais me marcou foi a paixão que levou cada um de nós ao Porto Innovation Hub. Todos estivemos presentes com um objetivo comum: conhecer-nos uns aos outros, partilhar experiências. Não consegui conhecer nem metade das pessoas presentes, mas sei que terei tempo para o fazer. Reconheci uma ou outra pessoa e fui reconhecida por outras, também. Isso é o que nos une. É o termos a noção de que o que lemos uns dos outros é real, é algo nosso, criado com base nas nossas aspirações, experiências ou pesquisas.
Movidos pela nossa paixão, seja qual for a nossa área de exploração, cada um de nós tem um sonho. O sonho de continuar a construir uma história. Em comum, levamos apenas o gosto pela escrita, pela partilha. Em comum, trouxemos connosco, a vontade de nos unirmos, de nos conhecermos uns aos outros e aos nossos cantinhos. Afinal, há tanto de nós em cada um dos nossos cantinhos.
Esta é a melhor parte de cada experiência que vivemos. Seja esta ou outra experiência qualquer, as pessoas serão sempre o mais valioso em cada uma delas. As pessoas que nos acrescentam algo, ou aquelas que estão disponíveis para procurarmos um ponto em comum. A forma como olhamos para as pessoas tornam os nossos momentos ainda mais especiais. Afinal de contas, são as pessoas - mais do que qualquer acontecimento - que tornam os momentos mais ou menos importantes, mais ou menos inesquecíveis.
O meu blog continuará a ser pequenino, mas o meu coração ficou muito maior!
A todos os que participaram nesta experiência, um Até Já!

E vocês? Que experiências tiveram este fim-de-semana? O que extraem de cada uma delas? É tão bom quando pensamos no que fazemos e conseguimos retirar algo, não acham?
Espero que a vossa semana seja ainda mais enriquecedora e que as experiências sejam inesquecíveis pelos melhores motivos!

Gláucia Lourenço

Teresa

Obrigada a todos os que colaboraram para tornar este encontro real.



It's Monday, again!

Sem problema. :) Estamos preparados para mais uma semaninha.
Boa Semana para todos vocês.

Fonte

segunda-feira, março 20

Não é necessário ser perfeito para ser o Melhor Pai do Mundo...

Não é preciso ser perfeito para ser o melhor pai do mundo.

Basta tão pouco para ser o melhor pai do mundo.
Basta escutar, em vez de ouvir;
Dialogar, em vez de falar;
Explicar, em vez de mandar.

Para ser o melhor pai do mundo, é necessário ter tão pouco.
É apenas necessário um coração amigo, em vez de uma carteira cheia de dinheiro;
É apenas necessário pouco tempo bem aproveitado, em vez de todo o tempo do mundo desaproveitado;
É apenas necessário abraçar, em vez de comprar abraços;
É apenas necessário beijar, em vez de presentear.

Para ser o melhor pai do mundo, não é necessário não falhar.
Podes falhar, desde que repenses sobre a tua falha;
Podes levantar a voz, desde que a saibas baixar;
Podes errar, desde que saibas repensar sobre o erro.

Para ser o melhor pai do mundo, basta ser humano.
Basta olhar para os filhos como seres humanos que são.

Para ser o melhor pai do mundo, basta saber que o exemplo está em cada ação;
Para ser o melhor pai do mundo, basta saber que as ações valem mais do que mil e um sermões;

Para seres o melhor pai do mundo, basta saberes que eles precisam de ti por inteiro.
Para seres o melhor pai do mundo, basta veres nos teus filhos o teu maior orgulho.

Para ser o melhor pai do mundo, basta ser amigo, para além de ser pai.

Para ser o melhor pai do mundo, basta que os conheças melhor do que ninguém.
Basta saber quem eles são, o que fazem, o que gostam.
Basta entender os seus erros, e apoiar as suas falhas.
Basta compreender os seus medos, e apoiar as suas decisões.

E sei que os nossos filhos olham para ti com amor, como um amigo. Sei que eles olham para ti como a pessoa especial que lhes dá mimo, que brinca com eles, que lhes explica várias coisas da vida, e que de vez em quando, lhes dá uns sermões.
Sei que os nossos filhos olham para ti com orgulho, por seres o pai mais completo que eles poderiam ter.
E por isso, mesmo que eles ainda não o verbalizem desta forma e que não entendam cada motivo que te torna este pai tão especial, não queria deixar de te dizer que és o melhor pai do mundo!



segunda-feira, março 13

Sugestões para o Dia do Pai #1

O Dia do Pai aproxima-se.
Por esta altura, são muitos os filhos, e muitas as mães que procuram o presente ideal.
Eu também ando nessa procura. :) Por isso, andei a recolher ideias.

Deixo-vos algumas sugestões de livros.São diversos os livros a pensar nos pais.
Os livros são sempre uma ótima opção.

Podem encontrar estes e mais alguns na FNAC:

(Basta clicar na imagem para lerem mais informações sobre cada um deles ;))


Boa Semana

Boa Semana!

Por aqui, ontem tivemos o 2º Mesversário da Estrelinha :)



2 meses de ti, 2 meses a quatro <3

sexta-feira, março 10

Não acredito que fiz isto!

OMG! Vou deixar-vos um desabafo, relatando o que aconteceu:

Isto de não dormir muitas horas seguidas é realmente preocupante.
E eu a acreditar que ando fresca como um gelado.
Mas, depois do que fiz hoje nunca mais penso assim.

Durante a manhã, lembro-me de ter colocado uma fralda no lixo. Ok. Até aí nada de grave.
Voltei ao caixote do lixo, para colocar o lixo do almoço, e qual não é o meu espanto que vejo lá o quê?! UM ROLO DE PAPEL HIGIÉNICO!
Bem... Olho para o rolo e penso: Mas que raio está um rolo de papel a fazer no caixote do lixo?! 
O meu marido almoçou em casa, e por acaso ainda não tinha saído... Convencida de que poderia ter acontecido qualquer coisa com o rolo (caído ao chão, por exemplo) e ele o tivesse colocado lá, perguntei-lhe: Foste tu que colocaste um rolo de papel higiénico no chão?!
Ele: Um rolo de papel higiénico?! Não! (com aquela cara de quem se questiona: mas quem é que coloca um rolo desses no caixote do lixo?!)
Entretanto, a minha memória foi-se situando e digo-lhe a rir:
Ah, então fui eu! Peguei na fralda da Estrela e num rolo de papel higiénico, para deixar no outro wc e coloquei tudo no caixote do lixo. Estou muito sóbria, estou.

E é assim que me encontro. Enquanto não me enganar e não colocar a Estrela no lixo estou muito bem :))) 
Isto de ter um bebé pequeno não é tão fácil assim. Mas, coitadita dela. A culpa não é dela, por acordar de noite. É minha por já não aguentar noitadas :)

Bom dia


quarta-feira, março 8

Mulheres, hoje é o nosso dia!

Hoje é o dia da mulher.
Aliás, hoje é o dia que todos os homens ficam frustrados porque se lembram que não há o dia internacional do homem.
Hoje é o dia de lembrar o mundo de todas as mulheres importantes que o mundo tem ou já teve.
Hoje é o dia de tu e eu nos lembrarmos que também somos mulheres, e agradecermos todas as coisas que nos são permitidas por isso.
Hoje é o dia de pensarmos em nós, apenas em nós, na nossa essência, no nosso valor.
Por isso, hoje quero dar os Parabéns a todas as mulheres magníficas que existem neste mundo.
Quero dar os Parabéns a todas as mulheres que se sentem felizes por terem tudo o que desejam ou por tentarem alcança-lo;
A todas as mulheres que mesmo não tendo tudo o que desejam, são capazes de ficar felizes com as conquistas das outras mulheres;
A todas as mulheres capazes de compreender as atitudes das outras mulheres, sem as julgarem;
A todas as mulheres que têm a força suficiente para enfrentar o mundo, sozinhas, sem apoio;
A todas as mulheres que têm a paixão necessária para lutar por aquilo que acreditam;
A todas as mulheres corajosas que abdicam da sua própria vida em função dos outros;
A todas as mulheres que se permitem ser mães, e a todas as que assumem o facto de não o quererem ser;
A todas as mulheres empreendedoras, que transformam a sua paixão na sua missão;
A todas as mulheres que compreendem o seu próprio valor e não o tentam subjugar ou alterar;
A todas as mulheres que respeitam e se respeitam;

A todas as mulheres dignas de serem chamadas Mulher.

Que sejamos autênticas, verdadeiras, ambiciosas, corajosas, afetuosas todos os dias do ano.

segunda-feira, março 6

Quando a barriga começa a atrapalhar… [Gravidez]

Ainda estou a tirar assuntos da gaveta, por isso, hoje deixo-vos com um texto que escrevi durante a gravidez. Acredito que existem mais que passam o mesmo que eu. A barriga é bonita, já tenho saudades dela, mas houve dias em que custou tanto o peso e dimensão... Mas passaria por tudo novamente só para ter a Estrela nos meus braços. :)

A gravidez avança, está na reta final e mesmo assim, a minha opinião sobre esta gravidez, quando comparada com a do Gabriel mantém-se. A gravidez do Gabriel foi bem mais tranquila. Podem dizer que me esqueci das coisas menos agradáveis da primeira gravidez, que já passaram alguns anos e esqueci-me… Mas, diga-se o que se disser, não me esqueci nem um pouco da gravidez dele. Quer dizer, esqueci apenas algumas explicações de alguns exames. Mas, aquilo que vivi na gravidez dele está bem guardado na minha memória. E foi uma gravidez abençoada!
Desta vez, as coisas não são tão assim…
Há dias em que me canso de ter a barriga grande. Não pela barriga em si, que isso eu adoro! Adoro olhar-me ao espelho e focar o olhar na barriga. Imaginar no incrível fato de gerar uma vida dentro de mim é algo maravilhoso. Mas, tirando essa parte boa, há dias em que a barriga me chateia. Detesto não ser capaz de fazer tudo aquilo que quero. Detesto tentar fazer alguma coisa e não conseguir. E, todos os dias deparo-me com um desafio tão simples como calçar umas meias, apertar uns sapatos. Mas, apesar de tudo, posso orgulhar-me de só ter pedido ajuda uma vez para calçar a meia do pé direito. J Apesar de tudo, lá arranjo uma posição que me permite fazer tudo isso.
Por outro lado, há dias em que a barriga não é nada prática. Andar de carro com o peso da barriga não tem sido muito fácil. Há dias mais fáceis do que outros. Mas, quando penso que uma semana antes do Gabriel nascer, fomos de carro até Madrid, visitamos Madrid de fio a pavio em 3 dias e regressamos de carro sem me queixar, fico mesmo frustrada! Desta vez, não aguentaria nem metade do percurso, quanto mais acrescentar à viagem a visita de três dias a uma cidade, sempre a andar a pé!
Há outros dias em que a barriga me chateia, porque me dificulta em tarefas tão pessoais, como a higiene. Há bastante tempo que não lavo os pés com a escova, por exemplo. Às vezes até penso, de forma caricata, que no momento do parto vou de meias só para não mostrar os pés (ahahah).
Estas são as 3 situações mais complicadas com as quais me tenho deparado mais vezes, ultimamente.
Enfim... Dramas de grávida, que grávida não os tem?

38 semanas de uma nova vida <3


domingo, março 5

Bom Domingo

Hoje é um bom dia para ficar em casa no sofá, a apreciar a chuva. Vai uma sessão de recordações do Gabi? :D
Tão fofo. Nesta foto, a caminho dos 3 meses, e já escolhia a programação (ahahah). <3


sexta-feira, março 3

Vai uma visita a Lisboa? [Museu do Oriente]

No Museu do Oriente, serão várias as atividades a decorrer. O fim de semana de 11 e 12 de Março seria o ideal para um fim de semana em família.

Deixo as sugestões que adequadas aos nossos meninos, e mais duas para eventuais interessados:



Oficina “Entre peónias e jasmins!”
Ateliês Tapete Encantado
11 ou 25 de Março
Com Magda Moreira
Horário: 10.00-10.45 ou 11.30-12.15
Público-alvo: bebés até aos 12 meses, acompanhados por um ou dois adultos
Participantes: mín. 10, máx. 20
Preço: € 4/participante (adulto ou criança)

Oficina “Wu Song e o tigre em pop-up”
Sábados em Oficina
11 ou 25 de Março
Horário: 15.00-17.00
Público-alvo: 7-12 anos
Participantes: mín. 8, máx. 15
Preço: € 5

Oficina “De barco!”
Domingos dos 3 aos 5
12 ou 26 de Março
Horário: 10.00-11.00 ou 11.30-12.30
Público-alvo: 3-5 anos, acompanhadas por um adulto
Preço: € 4/participante (adulto ou criança)
Participantes: mín. 10, máx. 20

Ludopicos
Oficina de brinquedos para bebés
Com Terra Corpo - Laboratório de Arte para Bebés
5 ou 12 de Março
Horário: 10.30-12.00
Público-alvo: famílias com crianças entre os 6-24 meses
Preço: € 12/família
Participantes: mín. 8, máx. 15 famílias


Youtube: vamos arrumar gavetas...

E como estamos em fase de arrumação, vamos lá tirar da gaveta o que está guardado.
Por isso, cá vai um vídeo super atrasado... Presentes de aniversário e Baby Shower.
Precisam de ideias para este tipo de presentes? Este tipo de vídeo dá-nos sempre boas sugestões ;)

Devia ficar os 4 meses sem fazer nada? Devia. Devia aproveitar os 4 meses para não me meter em trabalhos? Devia.
Mas, não consigo! Por isso, vamos lá arrumar gavetas e tirar cá para fora tudo o que não consegui terminar em 2016.

Espero que continuem desse lado. Subscrevam o canal, se ainda não o fizeram. Irei ficar tão feliz <3

Beijinho*


Bom dia, Chuva!

Felicidade é isto. Mas, então porque não chove só durante a noite? :p

Bom dia para vocês <3

Fonte

quinta-feira, março 2

Seja SensiBeauty!

Fevereiro foi o mês da SensiBeauty. A Su e a Dani abriram as portas da sua clínica, aquele espaço com o qual sonharam durante tanto tempo. Nós estivemos lá para o visitar e desejar toda a Sorte do Mundo! <3

Aqui ficam algumas fotos do espaço. Foi todo ele pensado com muito cuidado e carinho. Nota-se que elas vieram para fazer a diferença.













 

Desejo-vos toda a sorte do Mundo! <3

quarta-feira, março 1

Carta ao Filho Mais Velho (preparar para o nascimento da irmã)

Algum tempo antes do nascimento da Estrela, escrevi uma carta para o Gabriel. O que a motivou foi o enorme receio da sua adaptação a todas as mudanças que estariam para acontecer. Assim, de forma a explicar que o nascimento da irmã traria mudanças temporárias na sua rotina, fiz-lhe esta carta. Partilho convosco, na esperança de inspirar alguma mãe que esteja a passar pelo mesmo...

"Meu querido filho,
Escrevo esta carta para que nunca te esqueças do quão especial és para mim.
Em breve, terás uma mana, com quem poderás dividir as tuas brincadeiras e experiências. Mas, independentemente de tudo o que possa acontecer, e mesmo que nos primeiros tempos te pareça que a mamã está mais atenta à mana do que a ti, acredita que não será bem assim. A mana precisará de cuidados, que dependerão da mamã, tal como aconteceu contigo, quando nasceste. Afinal de contas, a mamã é a única cá em casa com maminhas para alimentar a mana.
Os bebés pequeninos, e tu já foste um, precisam de muito leitinho, para crescerem fortes e saudáveis. E, como não sabem controlar os xixis e os cocós, precisam que a fralda seja trocada imensas vezes. Não é a tarefa mais agradável de todas, mas é necessária, e tu depois também poderás experimentar.
Quando tu nasceste, a mamã e o papá viveram para ti, só para ti. Tudo o resto deixou de existir para nós. Mas, desta vez, a mana não terá a sorte e privilégio que tu tiveste. A mana irá nascer e desde logo vai aprender que os papás não são apenas dela, mas são dos dois. É provável que o papá esteja presente mais vezes nas tuas atividades, para que a mamã possa cuidar da mana, naquelas coisas que só as mamãs sabem fazer. Mas, a mamã terá saudades de estar contigo nas atividades, por isso, não te habitues à presença do papá. Assim que eu compreenda os horários em que a mana precisa de cuidados, serei eu a acompanhar-te às tuas atividades, como sempre o fazemos. Está bem?
Quando a mana nascer, e tiver que mamar muitas vezes por dia e por noite, a mamã poderá ficar mais cansada e com sono. Mas, prometo que mesmo que tenha sono, não deixarei nunca de pensar em ti, de conversar contigo, de escutar as tuas histórias e aventuras, de te dar miminhos e de te contar a história da noite. Nem que a história da noite tenha que ser contada noutra hora diferente. Combinado?
Algumas coisas poderão mudar nos primeiros tempos, mas são coisas normais, compreendes?

Tu tens a sorte de ser o mano mais velho, sabias?
Terás a oportunidade de ver uma bebé a crescer. Claro que ela é menina e tu menino. Mas, verás algumas das coisas que os papás te faziam quando eras pequenino. Porque não seremos diferentes com a mana, seremos os mesmos papás que fomos quando nasceste. Por isso, saberás exatamente como os papás gostavam e cuidavam de ti.
A mana nunca poderá ver isso. A não ser que tenhamos mais um bebé, mas acho que dois já chega, não achas?
Tu poderás voltar a brincar com os teus brinquedos. UAU! Vais poder matar saudades deles, que fixe! A mana irá usar muitos dos teus brinquedos, e da tua roupa, também. Tu tiveste tudo novo, comprado a pensar em ti. A mana terá muitas coisas que não foram compradas a pensar nela. Por isso, tu és mais sortudo do que ela!
Tu foste nosso filho único durante 7 anos. A mana nunca saberá o que isso é. A mana nunca saberá o que é ter os papás só para ela, durante tanto tempo. Já pensaste nisso? Já pensaste na quantidade de coisas que já fizemos, sozinhos? A mana não saberá o que isso é. Tu tiveste experiências únicas connosco, já viajaste para tantos locais connosco, já fizeste tantas coisas lindas connosco. A mana fará muitas coisas lindas e visitará muitos locais, mas sempre contigo. Porque tu és o mano mais velho, e serás o mano mais perfeito que ela poderá ter.
Ela será a menina pequenina cá de casa, e irá ver em ti um mano grande, forte, inteligente e brincalhão, que lhe irá ensinar tantas coisas fantásticas! Ela vai ficar tão orgulhosa de ti, e vai contar aos amiguinhos todos que o mano dela é o melhor mano do mundo!
E tu, meu amor? Terás uma mana, já viste? Uma mana, do tamanho de uma boneca. Vais poder brincar com ela, ensinar-lhe coisas lindas, ensinar-lhe que as coisas feias não se fazem e, por aí, fora… O que queres ensinar à mana?
Meu amor… Tu serás sempre o nosso filho especial. Foi por teres nascido, que a mamã e o papá se tornaram pais. Foi por teres nascido que a mamã e o papá quiseram ser pessoas melhores, quiseram ensinar-te tantas coisas que aprendemos. Foi por teres nascido que nós aprendemos a amar alguém com aquele amor que vai para além do universo.
Tu és o nosso filho, e o que sentimos por ti, será sempre tão grande, mas tão grande, que nunca conseguiremos descrever.

AMO-TE MUITO, GABRIEL!"
a mamã Lu