quarta-feira, abril 26

Quando deixamos de dar banho aos nossos filhos...

Há coisas maravilhosas que fazemos e temos vontade de partilhar com toda a gente. Toda a gente gostaria de ser uma fonte de inspiração, a perfeição que muitos idealizam.
No entanto, a realidade por detrás dos ecrãs é muito mais do que uma foto bonita ou uma história inspiradora. Afinal, a história da nossa vida, é composta por inúmeras cenas.

Entre uma das cenas dos últimos episódios encontra-se uma da qual não me orgulho nada, mas que tendo consciência dela, quero corrigir. Deixo a partilha por ser uma cena do quotidiano, e para alertar as mães que tal como eu, também podem passar por situações idênticas.

O Gabriel está crescido. Faz tanta coisa sem ajuda e muitas coisas sem supervisão. Há muito tempo que ele toma banho sozinho. Claro está que pelo menos uma vez por semana, tinha o cuidado de o ajudar e supervisionar como está a correr. No entanto, com o nascimento da Estrela, a supervisão deixou de ser tão frequente. Digamos que estive um mês sem supervisionar esta tarefa.
Quando regresso à minha função de mãe supervisora (ahah) reparo que durante este tempo ele se transformou em águia!!
OMG! Entre o pensamento dividido: não sei se rio ou se choro, o meu cérebro deu sinal vermelho: NUNCA MAIS FAÇAS ISTO!
E o que fiz afinal?! Como lhe cortava sempre as unhas dos pés depois do banho, ele estava com elas enormes. Bem... São coisas que acontecem. As das mãos ele tem roído, por isso, as dos pés ficaram esquecidas.
É triste, é triste. Até que pontos uma mãe deixa o filho assim? O que vale é menino, e o que vale é Inverno. O pior é mesmo fazer natação. ahahah Mas por acaso até nem tem sido assim tão assíduo, e ainda não rasgou nenhuma meia para dar o alerta... 

São coisas do quotidiano. Lembram-se de termos falado sobre Realidade versus Expetativa?! É isto mesmo. Tentamos, tentamos, mas nem sempre temos tudo em ordem.
Por isso, somos pessoas reais. E isso sim, é o melhor que podemos ser. :)
Mas, sejamos pessoas reais com as unhas cortadas, está bem? :)




terça-feira, abril 25

Vamos colaborar? [Investigação: o choro dos bebés]

Olá mamãs,
 
Este post é dirigido, especialmente a mães com bebés dos 0 aos 3 meses (ou pais, o que importa é serem os cuidadores).
A Ariana é aluna de Mestrado, na área da Psicologia Clínica e da Saúde, na Psicologia da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, e enviou-me um email a pedir colaboração para participar no estudo que ela está a desenvolver.
O objetivo é compreender o "Choro dos bebés". Em traços gerais, ela pretende:
 
1) relacionar a quantidade de choro dos bebés com a avaliação da experiência da maternidade;
2) relacionar a quantidade de choro dos bebés com o tempo de resposta ao mesmo;
3) relacionar o apoio do pai do bebé com a perceção materna do choro (isto é, se é mais preocupante ou não). 


É a primeira vez que, em Portugal, tentam estudar em simultâneo o choro dos bebés e a resposta por parte dos cuidadores.
Por isso, vamos ajudar a aumentar o conhecimento científico sobre este assunto que muitas voltas nos dá à cabeça nos primeiros 3 meses de vida dos nossos bebés?
 
Para responderem basta clicar no título do estudo:

Choro dos Bebés - Questionário
 
Em meu nome e da Ariana, obrigada a todos os que colaborarem.
 

segunda-feira, abril 24

A carta que todas as pessoas precisam ler...

Minha princesa,
Hoje, todos olham para ti e te chamam de princesa.
Hoje, todos olham para ti e admiram a tua beleza, a tua serenidade.
Mesmo nos dias em que estás mais aborrecida, a protestar com cólicas ou outra coisa qualquer, todos adoram esse teu jeito de mostrares ao mundo que não estás bem.
Hoje, todos querem pegar em ti ao colo, acarinhar-te, abraçar-te, suportar as tuas dores.
Hoje, todos fazem uma pausa para te cumprimentar, mesmo sem te conhecer.
És tão pequenina e já és tão importante, não só para nós, mas para toda a gente em redor.
Adoraria dizer-te: vai ser sempre assim.
Adoraria dizer-te que todas as pessoas irão ter esse cuidado todo contigo para sempre.
Adoraria dizer-te que toda a gente olhará para ti como a mais bela, como uma princesa, que todos compreenderão sempre tão bem as tuas dores e estarão sempre disponíveis para te dar um colinho ou aconchego.
Adoraria dizer-te que sempre serás entendida quando te manifestares e mostrares ao mundo que não estás bem ou que te faz falta algo.
Adoraria, meu amor. Adoraria. Mas, não o posso fazer.
Como tua mãe, tenho que te preparar para a realidade. Serás sempre a minha princesinha, estarei sempre aqui para te dar um colinho ou um aconchego, estarei sempre aqui para compreender as tuas dores e as tuas manifestações, e para em todas elas te apoiar.
No entanto, o mundo não está preparado para te acompanhar para sempre da mesma forma que o fazem hoje, ao ver-te assim, tão pequenina.
Tu vais crescer e as pessoas aos poucos vão afastar-se de ti. À medida que fores crescendo, as pessoas deixarão de te cumprimentar quando te virem chegar. À medida que fores crescendo, as pessoas deixarão de enaltecer as tuas qualidades, a tua beleza, a tua serenidade.
À medida que fores crescendo, as pessoas deixarão de compreender que poderás não estar sempre bem, e que terás necessidade de mostrar a tua opinião.
À medida que fores crescendo, as pessoas deixarão de te chamar de princesinha, de bonequinha. Serás para elas uma simples menina, rapariga, mulher.
À medida que fores crescendo, algumas pessoas poderão querer mesmo afastar-se, outras olhar-te de lado. Esta distância será proporcional ao teu sucesso.
Não estranhes que tudo isto aconteça.
Sabes, minha princesinha, à medida que fores crescendo, toda a gente à tua volta também estará a crescer. E à medida que as pessoas crescem, tornam-se egoístas, invejosas e incapazes de reforçar as nossas qualidades. Não deveria ser assim, mas é. Não é por tua culpa que isto acontece. É por culpa delas próprias. Nem todas as pessoas têm a capacidade de cultivar o seu amor-próprio, e por isso, têm necessidade de invejar a beleza e as qualidades dos outros, omitindo que as admiram.
Mas tu, meu amor, quero que aprendas o quão importante é demonstrar aos outros que gostamos deles. Quero ensinar-te a chegar e cumprimentar, a elogiar sempre que possível, quero ensinar-te a compreenderes as dores do outro e a apoiares. Quero ensinar-te a seres para os outros como os outros deveriam ser para ti. E, mesmo que isso não aconteça, quero ensinar-te que isso nos faz bem.
Quero que sejas tão feliz, mas tão feliz, que sejas feliz por simplesmente teres tudo o que tiveres, e por teres força e determinação para lutares por aquilo que acreditas, sem olhares para o que os outros têm ou são.
Quero ensinar-te que, apesar da vida não ser tão linear quanto isso, tu terás sempre a melhor coisa do mundo: o amor dos teus pais e do teu irmão.
Amo-te pequena Estrela. Amo-te e sempre irei amar.






Como eu queria ignorar esta dor...

Bom dia!

Como eu queria ignorar estas dores que teimam em não passar... :(
A caminho das duas semanas de repouso. Ninguém merece!
Preciso de uma coluna nova. E não, não é uma coluna de som :p

Mas, há que ter esperança que esta semana vai correr melhor... 
Boa Semana para vocês!

quarta-feira, abril 12

3 Meses de Ti!

Hoje fazes 3 meses.
3 meses. Dito assim, parece tão pouco. Mas, são 3 meses tão preenchidos, tão cheios, tão ricos.
Faz 3 meses que o meu (e o nosso) mundo mudou. Mudou para sempre.
Há 3 meses estaria eu a sentir medo, receio de como pudesse correr o teu nascimento. Há 3 meses, estaria eu dividida entre a enorme vontade de te ter nos meus braços e o enorme receio de não ser capaz…
Há 3 meses, entrei (entramos) na maternidade com a enorme vontade de que o tempo até te trazer para casa passasse com rapidez.
Há 3 meses, todo o reboliço de emoções, sensações e sentimentos voltou a estar no auge. Pela segunda vez, o meu corpo deu à luz um dos maiores presentes da minha vida: um filho!

Aquele momento em que te senti pela primeira vez é indiscritível. Aquele momento em que te olhei pela primeira vez ficará para sempre, gravado no meu coração. Aquele momento, em que me tocaste e olhaste pela primeira vez, deu-me a completa certeza de que, mais uma vez, as minhas forças redobrariam ali. Durante cada um destes momentos, a par de todos os medos, tive a maior certeza do mundo: estarei sempre ao teu lado, para te ensinar, acompanhar e apoiar. É um compromisso de vida. Um dos meus maiores compromissos. Que me faltem todas as forças, menos esta.
Posso não ser capaz de dar resposta a tudo o que quero. Posso não ser capaz de responder a todas as minhas exigências pessoais, profissionais e até sociais. Mas, que nunca me faltem as forças para manter-te a ti, e ao teu mano, como os meus principais objetivos de vida. Se há coisas que quero ser capaz de cumprir é o meu papel de mãe. Não serei perfeita, porque nunca o fui. Mas, darei de mim tudo aquilo que sei e aprendi. Darei de mim tudo aquilo que tenho para aprender. Darei o melhor de mim, o melhor que sou capaz de ser e fazer.

Hoje, é mais um dos dias nostálgicos no teu (e nosso) percurso de vida. É um dos grandes marcos na tua vida. Os 3 meses são aquela etapa pela qual muitos pais anseiam.
Há 3 meses, estaria eu cheia de medo que as tuas cólicas se transformassem no maior terror dos nossos dias. Ao mesmo tempo, estaria eu decidida a ter uma história diferente para contar, desta vez. E, assim foi. Estes 3 meses têm-me ensinado que muito do que desejamos pode realizar-se. Estes três meses têm-me provado que a forma como encaramos todo este processo é, de facto, tão importante para que ele seja o mais tranquilo possível.
Apesar do cansaço que tenho sentido nas últimas semanas, sou uma mãe feliz. Muito feliz. Um dos meus maiores objetivos de vida está completo.
Há 3 meses, que tenho a Estrela mais brilhante de todas: TU!

E muito mais há a dizer sobre estes 3 meses, mas deixarei para uma próxima….

Parabéns a ti! Parabéns ao mano! Parabéns a nós! Foram 3 meses de muito muito muito amor!


terça-feira, abril 11

Gabi e Estrela: são ou não iguais?

A um dia de completar 3 meses, a Estrela presenteou-me com a pior noite de todas. Mesmo assim, e apesar de me andar (literalmente) a arrastar em pé nas últimas semanas, hoje decidi que estou farta de não conseguir fazer nada de produtivo para mim.
Por isso, cá estou eu, a tentar escrever qualquer coisa antes que ela acorde da sua sesta (que isto de sestas anda muitoooooo complicado).

Não é novidade para quem conhece o Gabriel que a Estrela nasceu com "a sua cara". É tão engraçado comparar fotografias do Gabi e olhar para a Estrela. São tão parecidos. Até o pai já conseguiu confundir uma foto. :)

Hoje trago-vos duas fotos, uma de cada um.
Digam-me se são ou não idênticos?
Fosse eu perita em photoshop e fazia uma montagem com algumas fotos. :) 

Gabi
Estrela e Gabi



sexta-feira, abril 7

DIY Páscoa: Desenhos para ligar e colorir

Olá,

Hoje deixo-vos 10 desenhos para ligar os números, todos alusivos à Páscoa.
Uma boa atividade para as crianças que estão a aprender a contar ou para as que já sabem contar.

O Gabriel adora este tipo de atividade.

Beijinho e boas atividades!

Fonte 01

Fonte 02

Fonte 03

Fonte 04

Fonte 05

Fonte 06

Fonte 07

Fonte 08

Fonte 09

Fonte 10

quinta-feira, abril 6

Lição do dia

Bom dia!

Uma boa lição!

Fonte

Lojas úteis

Olá,

Na semana passada, pedi num grupo de mães que partilhassem as suas lojas (online/físicas).
São tantas as vezes que procuramos diferentes artigos e não os encontramos. Por isso, nada melhor do que termos sempre à mão uma lista de lojas interessantes.
Na tabela têm uma descrição muito resumida do que contém cada loja. Para acederem, basta clicar no nome da loja, e vão diretos para a página de facebook.
Boas compras! ;)


Loja
Tipo de loja
Tipo de artigo
Localidade
Online
Roupa de bebé e criança
Porto
Online
Bijuteria

Online
Artigos para grávidas e bebé em 2ª mão

Online
Sapatinhos feitos à mão

Online
meias

Online
Artigos personalizados

Online
Marca de roupa feita à mão para bebé e criança
Leiria
Online
Artigos para bebe (complementos)
Braga
Online 
Quadros personalizados, feitos à mão.


Roupinha de bebé e criança feita à mão. Têm também algumas peças para a mamãs.

Online
Roupas e artigos de bebé
Viana do Castelo 
 Online
 Artigos Personalizados (molduras, nomes,...)
 Paços, Porto
Online 
Roupa de bebé 

 Online
Artigos personalizados: Bolos de Fraldas, Telas de Nascimento, Telas de silhuetas
Vendas Novas 
Online
Bijuteria, acessórios para bebé e criança, convites e lembranças
Vila Nova de Gaia
Online
Artigos para bebés e ofertas.
Gondomar
Online +
Loja Física
Sapataria de criança
Espinho






quinta-feira, março 30

quarta-feira, março 29

Querem receber produtinhos em casa?!

Hoje venho partilhar convosco um novo projeto no qual estou inserida.
Trata-se de uma plataforma online – Trybe.com – cujo principal objetivo é distribuir produtos para que os possamos testar. Não são produtos novos, nem os testes são de alguma forma perigosos para nós. São, na sua maioria, produtos de empresas bem conhecidas por todos.
Por isso, acho muito interessante partilhar convosco a possibilidade de receberem esses produtos em casa.
O que eu ganho com isto? O mesmo que vocês: o produto para testar J
Quem está interessado?

Irei colocando aqui os produtos disponíveis para distribuição, para que vocês os possam pedir também.

Podem começar já por solicitar as chupetas AVENT. Para isso, basta acederem ao Link: SOLICITAR CHUPETA AVENT.

Pacifier

O que a Trybe pretende? Pretende que, de cada vez que nos for entregue um produto, lhes possamos dar um feedback sobre o mesmo. Só serão válidas as opiniões por parte das pessoas que testam os produtos. Isto faz todo o sentido, não é? Mas, muitas vezes, sabemos que algumas pessoas dão opinião sem terem sequer experimentado. Por isso, vamos lá colaborar com opiniões sinceras.
Preparados para uma nova experiência?

Deixem-me o vosso feedback sobre esta experiência. Quanto mais participarmos, mais hipóteses teremos de receber novos produtos para testar... Claro está, continuamos a ganhar todos com isso. ;)

Florescer a cada manhã: Bom Dia!

Vocês sabem que gosto muito de partilhar frases bonitas. Há quem diga que todos os dias deveríamos meditar sobre algo. Eu acredito nisso e, apesar de nem sempre o conseguir fazer, é algo que tento sempre que posso. Ao encontrar esta frase a vontade de escrever sobre ela é enorme.
Mas, para não me alongar em discursos, apenas vos proponho que reflitam sobre isto: o que é florescer para vocês? O que está a florescer dentro de cada um de vós e na vossa vida? Não é só a Primavera que floresce. Acredito que, em qualquer altura do ano, cada um de nós pode florescer. E para que isso aconteça, basta querer, regar os nossos sonhos ou pessoas com muito amor e dedicação...

Um Excelente Dia para vocês!

Fonte

terça-feira, março 28

Higiene Oral: 10 Dicas para ajudar na Hora de Lavar os Dentes

Fui contactada pela Star of Service que, gentilmente, cedeu um texto relacionado com a higiene bocal. Há muito muito tempo falei sobre isso aqui.

No entanto, e apesar de pretender voltar a falar sobre o tema, acabei por não o fazer, por diferentes circunstâncias e motivos.
Por isso, quando vi o texto que eles me enviaram, aproveitei :) Não podia vir em melhor altura. Como já falei aqui, o Gabriel já perdeu o seu primeiro dente de leite e, por isso, está no início da mudança de dentes. Haverá melhor altura do que esta para reforçar esta aprendizagem?
Depois de reler o texto, gostei tanto que nem sequer me dei ao trabalho de o alterar. Acrescentei apenas algumas realidades nossas.
Concordo com tudo e concordo com as 10 dicas sugeridas. Leiam e digam-me se concordam também ;)

Vá-se lá entender porquê, são raras as crianças que gostam de lavar os dentes. Há as que fingem que estão a lavar (típico do Gabriel, de vez em quando), há as que fogem e se escondem debaixo da cama (isto nunca aconteceu cá por casa, mas achei imensa piada à ideia) e há as que choram durante todo o processo, como se o mundo estivesse à beira do fim! Obviamente, também há crianças que gostam de lavar os dentes… se bem que, talvez gostem mais do facto de estarem a mexer na água do que de estarem efetivamente a lavar os dentes…

E como, gostando ou não, os dentinhos têm de ser bem escovados para evitar cáries e outros dói-dóis, aqui ficam algumas dicas que podem ajudar as mamãs e os papás a convencer os pequenos.

1.     Use uma escova macia para não magoar as gengivas e adaptada à faixa etária, e escove suavemente. Se o processo os magoar, ainda vai ser mais complicado de os convencer na próxima vez. Para bebés há escovas próprias, com uma área bem mais pequenina para escovar os dentinhos.

2.  Use uma pequena quantidade de pasta de dentes. Se reparar, a maioria das escovas de dentes de crianças e bebés têm alguns dos pêlos com uma cor diferente, o que geralmente corresponde ao tamanho da ‘bolinha’ de pasta de dentes que é necessário usar. Por acaso, só no outro dia aprendi que a quantidade a utilizar deve ser semelhante à unha do dedo mindinho. Vocês sabiam? E eu a pensar “Ai o desperdício de pasta que já fiz…”


3.    Compre uma escova com bonequinhos, ou um copo de plástico com a personagem referida do seu filho e tente criar um momento divertido à volta hora de lavar os dentes. Isto é muito importante. Então, se puder ser oferecido por um professor, dentista ou outra pessoa influente para a criança, tanto melhor…

4.   Deixe-o experimentar a segurar na escova e a fazer tudo sozinho. Não irá ficar bem lavado ao início, mas vai fazer a criança interessar-se pelo processo e querer aprender. Tente, por exemplo, deixá-lo fazer sozinho de manhã, ou depois de uma refeição, e diga que à noite é sempre a vez da mãe ou do pai. Assim, vai garantir que os dentinhos são bem esfregados antes da hora de dormir.

5.  Faça trocas. A mãe lava os teus dentes e tu lavas os da mãe. Vai ver que com muita risada e brincadeira, vai conseguir lavar bem os dentes do pequeno.

6.     Crie uma rotina desde bebé. Lave os dentes de manhã, à noite e depois das refeições. Talvez não valha a pena tantas vezes logo no início. Mas se o processo estiver a correr bem, vá aumentando a frequência e explicando que assim está a proteger os dentinhos. Se iniciar o processo desde a altura dos primeiros dentes, vai ser já tão normal quando forem maiorzinhos e se aperceberem do que estão a fazer, que nem irão achar estranho. Claro que haverá fases em que vai ouvir ‘eu não quero lavar mais os dentes’, mas é uma fase. O hábito está criado e apenas terá de vigiar para certificar que os dentinhos estão a ser bem lavados.

7.   Vá com o seu filho ao dentista, esclareça as dúvidas que tiver e peça ao dentista para observar os dentinhos do pequeno. Convém que a criança se sinta à vontade com as idas ao dentista e não associe a nada de doloroso. E o dentista vai certamente dar algumas ‘dicas’ ao pequeno sobre como continuar o ótimo trabalho de lavar os dentes como um menino crescido :)

8.   Pode experimentar explicar o porquê de se ter de lavar os dentes com maior ou menor detalhe, consoante julgue que irá ajudar no processo. E pode mostrar imagens de meninos sem dois ou três dentes, e dizer que isso acontece a quem não lava bem os dentes. É uma meia-verdade, é certo. Mas depois, numa segunda fase, logo lhes explica que quando começam a ficar mais crescidos os dentes de bebé vão cair porque irão nascer os dentes de crescido :)

9.  Não deixe de supervisionar! Mesmo quando a criança já lavar os dentes sozinha, esteja presente pelo menos uma vez por dia e certifique-se de que os dentes estão a ser corretamente lavados. Há cada vez mais casos de cáries em crianças com idade inferior a 6 anos, é preciso ter atenção. Cá em casa supervisiono dia-sim dia-não, mais ou menos. E volta e meia, faço questão de fazer uma “limpeza a fundo”.

10. Dê o exemplo. Se o seu filho não o vir a lavar os seus dentes, vai questionar porque tem de o fazer se a mãe e o pai também não o fazem. As crianças aprendem pelo exemplo. Lave os seus dentes com o seu filho na hora de o ir deitar, e acredite que fará toda a diferença!

O importante é não sermos consistentes com as estratégias utilizadas.