sexta-feira, novembro 27

6 Dicas de SUCESSO para ajudar o seu filho com os TPC’s



Com o final do 1º Período a aproximar-se é muito frequente que os pais avaliem o desempenho dos filhos na escola, a sua adaptação (para quem mudou de escola), o seu comportamento, a sua motivação e o desempenho na hora de fazer os trabalhos de casa. Este último é um dos temas que me parece mais controversos, mas cuja exploração ficará para uma próxima oportunidade.

Em conversa com alguns pais e encarregados de educação, compreendo muitas das dificuldades com que muitos deles se deparam na hora de fazer os trabalhos de casa. Dada a minha formação académica como terapeuta ocupacional e exigência pessoal com questões relacionadas com o desenvolvimento e equilíbrio ocupacional nas crianças, resolvi deixar-vos com algumas dicas, que farão sucesso! Ora vejam:

1.      Crie uma rotina de trabalho
O primeiro passo deverá passar por aqui. Sente-se com o seu filho, veja com ele quais os horários obrigatórios a cumprir (horário das aulas, das atividades extra-curriculares) e planifique a semana. Reorganize o seu tempo, caso seja necessário. A prioridade deverá ser o seu filho, que necessitará de um horário de sono ajustado à sua idade e necessidade e nada deverá perturbá-lo (anote o horário de dormir como um dos horários obrigatórios)
O seu filho deverá realizar os TPCs sempre no mesmo horário. Não precisa ser todos os dias à mesma hora, até porque acredito que muitas crianças terão atividades extracurriculares, que ocuparão alguns finais de dia. Deverá manter a rotina por dia da semana. Por exemplo, à Segunda faz sempre o TPC depois do lanche, à Terça depois da música, e por aí fora. Converse com o seu filho e criem em conjunto a planificação semanal. Não importa a idade que ele tenha. É muito mais produtivo se o envolver neste processo, se negociar e explicar-lhe o motivo pelo qual está a criar esta planificação.

2.      Utilize sempre o mesmo espaço para realizar o TPC
No quarto, na sala, no escritório. Não importa onde seja. Importa sim, que seja sempre o mesmo local, que esteja limpo, e devidamente equipado com todo o material que o seu filho irá necessitar: lápis, borracha, marcadores, etc. Para além disso, nunca esquecer que deverá estar isento de ruídos perturbadores (televisão, música).

3.      Torne a aprendizagem apelativa
Os trabalhos de casa são, muitas vezes, exigentes. Se para nós é fácil resolver este e aquele exercício, para a criança, que o vê pela primeira ou segunda vez não será, certamente. Ajude, explique de diferentes formas, se assim for necessário, brinque com o exercício, torne-o apelativo. Isso facilitará a compreensão e prenderá a atenção do seu filho. Envolva-se, teatralize (as crianças adoram), utilize objetos acessórios de acordo com o assunto em estudo.

4.      Reforce o bom desempenho do seu filho
No final, reforce sempre o desempenho, a atenção, as tentativas cada vez mais melhoradas. Se não está perfeito, não faz mal. Observe a quantidade de trabalho que o seu filho terá que realizar. Não exija demais, certifique-se que ele chegará ao final com energia suficiente para terminar.

5.      Interprete os sinais!
As crianças não são robôs! E, até nestes, as pilhas podem acabar! Por isso, nem todos os dias terão a mesma disponibilidade para cumprir horários. Nem todos os dias (por muito que tentemos) conseguem dormir a horas (serão as raras exceções). Compreenda que o seu filho também se sente cansado depois de um dia de novas aprendizagens, muitas brincadeiras e novos desafios. Dê-lhe tempo de antena. Escuta-o, e se necessário, deixe-o descansar. É apenas uma criança.

6.      Se for coerente, facilite e fuja à rotina, se necessário
Se o seu filho demonstrou interesse no último exercício, não o obrigue a começar pelo primeiro. Ele fará todos. Combine com ele a ordem pela qual os irá fazer. Não faça disto uma rotina, mas de vez em quando não há problema se fugir a ela.

Se for coerente e cumprir todas estas dicas, irá conseguir que o seu filho, de vez em quando, mude de contexto e consiga realizar os trabalhos de casa da mesma forma, com a mesma eficácia. 
Seja coerente, consigo próprio, antes de mais. Só assim, conseguirá ser coerente com o seu filho.

6 comentários:

  1. Que excelente post!
    Penso que às vezes é mesmo o que faz falta, uma rotina!

    Beijinhos,
    http://princesasemtiara.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida :)
      A rotina é tão importante. Até para nós, quanto mais para os mais pequenos. :)
      Beijinho*, Lu

      Excluir
  2. Que excelente post!
    Penso que às vezes é mesmo o que faz falta, uma rotina!

    Beijinhos,
    http://princesasemtiara.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  3. Ótimas dicas.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Isabel :)
      Vamos ver se darão jeito a alguém ;)
      Beijinho*, Lu

      Excluir